quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Alunos do CE Pedro Álvares Cabral são beneficiados com aulas de educação física na praia de Copacabana.

Parceria com o Comitê Rio 2016 firmou atividades físicas dos estudantes do CE Pedro Álvares Cabral, em Copacabana, nas areias da Praia de Copacabana e nas modalidades paralímpicas do Voley Sentado e GoalBall na Unidade Escolar.

Para o Diretor Geral Francisco Júnior as atividades diferenciadas colaboraram para o ótimo desempenho dos estudantes do 3 ano ano no ENEM 2016, já que a UE ficou em 10 lugar entre as Metropolitanas III, IV e VI e em 3 lugar no âmbito da Metropolitana VI.

video

Conheça o GoalBall
História
goalball__632x400e.jpg
Foto: CPB
Em vez de adaptar uma modalidade às necessidades dos deficientes, o austríaco Hanz Lorezen e o alemão Sepp Reindle criaram, em 1946, um novo esporte direcionado aos veteranos da Segunda Guerra Mundial que haviam perdido a visão. A apresentação do goalball foi feita nos Jogos de Toronto, 30 anos depois. A partir dali, passaram a ser organizados campeonatos mundiais e, em 1980, a modalidade estreou nas Paraolimpíadas de Arnhem. As mulheres entraram para a disputa em 1984.
No Brasil, o goalball começou a ser praticado em 1985 e, 10 anos depois, a seleção nacional já conquistou a medalha de prata nos Jogos Parapan-Americanos de Buenos Aires. A estreia nos Jogos Paraolímpicos foi em Pequim-2008. Apenas quatro anos depois, em Londres-2012, a equipe masculina ficou com a inédita medalha de prata.
goalball_acervo_mpix_cpb__350d.jpg
Foto: CPB
Para as partidas, a quadra deve ter 9m de largura por 18m de comprimento. O jogo é dividido em dois tempos de doze minutos cada e as equipes são formadas por três jogadores titulares e três reservas, sendo que todos exercem, ao mesmo tempo, as funções de ataque e defesa. Assim como no futebol de cinco, há um guizo no interior da bola para emitir sons. Todos os atletas usam vendas nos olhos para não beneficiar quem tenha percepções luminosas.
Classificação
B1
Cegos totais ou com percepção de luz, mas sem reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância
B2
Atletas com percepção de vultos
B3
Atletas que conseguem definir imagens
Curiosidades
Silêncio no ginásio
Assim como no futebol de cinco, o goalball é praticado com uma bola que tem um guizo em seu interior para produzir sons. Assim, os jogadores podem se orientar durante a partida. Por isso, o público não pode fazer barulho durante os jogos. O estádio, em silêncio durante a maior parte da disputa, difere bastante dos gritos que acompanham a maioria dos esportes.
Acesse também

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)
Site:
www.cbdv.org.br
E-mail: cbdv@cbdv.org.br




Fonte: http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/paraolimpiadas/modalidades/goalball

Nenhum comentário:

Postar um comentário